14 de abril de 2015

Governo Estadual auxilia município de Santo Amaro atingido por forte chuva


Após tragedia, hora de recomeçar.

A Prefeitura de Santo Amaro, teve o auxílio da equipe da Defesa Civil do Estado (Sudec), no último fim de semana, para fazer uma análise da situação do município atingido por forte chuva e articular as providências emergenciais.

Entre sexta-feira e sábado (10 e 11), a chuva na cidade alcançou 130 milímetros, o que fez o Rio Subaé transbordar e provocar danos à população. Segundo o chefe de gabinete da prefeitura, Hilton Mário, cerca de mil moradores foram atingidos e estão recebendo doações de roupas e alimentos, além de atendimento médico.


O superintendente de Proteção e Defesa Civil, Rodrigo Hita esteve no local. "As primeiras providências foram tomadas e, através da Casa Civil e Ebal, estão sendo distribuídas cestas de alimentos.
Articulamos também com o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, que providenciou duas UTIs móveis, ambulâncias, materiais, medicamentos e uma equipe de controle de epidemias.
Contamos também com o apoio do Corpo de Bombeiros, para caso houvesse necessidade de resgate, o que não foi preciso, e com a Polícia Civil para assegurar a segurança da região, onde houve alguns saques".


Não houve casos de desaparecimento, ferimento ou morte de pessoas. Mas, por conta dos estragos, o município deve decretar situação de emergência.
O coordenador adjunto da Defesa Civil (Sudec), Paulo Sérgio Luz, afirmou que, apesar do nível da água estar voltando à normalidade, ainda há muitas famílias desalojadas e que perderam utensílios domésticos e outros pertences, além de comerciantes que perderam toda a mercadoria. "Vamos fazer a distribuição de kits de medicamentos. Só no bairro do Ideal, o mais atingido pela enchente, são 300 famílias que precisam de auxílio".


Vereador Justino na região do Ideal em Santo Amaro.


PM e Bombeiros são mantidos em alerta no município de Santo Amaro
Equipes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros foram mantidas em alerta, durante o último o fim de semana e ainda nesta segunda-feira (13), após a enchente do Rio Subaé, causada pela forte chuva no município de Santo Amaro, no Recôncavo.

Policiais da 20ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) - responsável pela região - que estavam deixando o plantão na manhã de sábado (11), ao perceber que o nível do rio subia rapidamente e por iniciativa própria, saíram em diligência para manter a ordem pública e auxiliar a população.

Uma equipe do Pelotão Tático Operacional (Peto) foi utilizada, além de três policiais do Tático Motociclistico, que fizeram o policiamento em cima de um caminhão. Duas equipes do Peto e Força Tática de Conceição do Jacuípe foram enviadas para reforçar o policiamento.
O Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer) sobrevoou a região, durante todo o dia de sábado, evitando possíveis ações criminosas como saques a estabelecimentos comerciais.

Duas viaturas do 10º Grupamento de Bombeiros Militares (GBM), de Simões Filho, e duas do 2º GBM, de Feira de Santana, que atende a Santo Amaro, foram deslocadas para o município, onde realizaram ações contra deslizamentos de terra, desobstrução de canais, além de impedir que as pessoas transitassem na água por questões de segurança. Uma equipe especializada em mergulho e outra em resgate permanecem na cidade.


PM apoia campanha

Na manhã desta segunda, uma reunião entre representantes da Polícia Militar, Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública e da Secretaria de Assistência Social e a Procuradoria do Município, no Fórum da Comarca, teve como objetivo definir o início de uma campanha de arrecadação de alimentos, vestuário, colchões e água potável. Para evitar saques e desvios, a distribuição do material será acompanhada pela PM no local de doações.

Corpo de Bombeiros
Uma equipe com oito bombeiros foi mantida na Estação Rodoviária até as 15h de sábado, onde, por questões de segurança, as pessoas foram impedidas de transitar.

As vias principais do município voltaram a ficar acessíveis por volta das 15h30, quando o volume da água diminuiu. Em alguns bairros, a água atingiu aproximadamente dois metros de altura nas paredes das casas.
No bairro Candolândia, na Rua Tiradentes, havia risco de desabamento, mas, em conjunto com a Defesa Civil, foi colocada uma lona plástica para evitar o deslocamento de terra.

Uma equipe do 10º GBM, composta por 15 bombeiros militares, foi mantida na entrada de Santo Amaro em via de acesso à BR-324, próximo à Ponte Santa Elisa, orientando motoristas a parar na rodovia até que as águas baixassem. Por volta das 21h de sábado, o Rio Subaé já estava em nível baixo fluindo normalmente.

Duas equipes de bombeiros militares permaneceram na cidade no domingo (12) - uma especializada em mergulho e resgate e outra para apoio aos prepostos da prefeitura, caso fosse necessário.
As duas viaturas estavam equipadas para os fins específicos da operação, totalizando o efetivo de nove bombeiros militares, que foram substituídos às 8h30 desta segunda por mais nove bombeiros, onde permanecem até as 18h desta segunda. (ASCOM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários postados pelos leitores são de responsabilidade dos respectivos comentaristas e não correspondem, à opinião dos autores do Santo Amaro Notícias.

Todos os comentários são moderados e nos reservamos o direito de excluir mensagens consideradas inadequadas ou que possuam conteúdo ofensivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...