12 de maio de 2016

Bembé do Mercado leva candomblé às ruas de Santo Amaro

Foto: Lazaro Menezes/Ascom Secult

Desde ontem (11/05) o som dos atabaques que soaram nas ruas de Santo Amaro. Começou a festa do Bembé do Mercado, o único candomblé de rua do mundo, com 127 anos de tradição. O evento, que comemora a libertação dos negros escravizados em 1888, tem como tema este ano Orum Ayê, a força dos Orixás e segue com sua programação até o dia 15.

Na noite passada, babalorixás e ialorixás cumprem os rituais religiosos diante do olhar de milhares de pessoas. No Bembé do Mercado, mais de 40 terreiros de candomblé vão as ruas. Os rituais aconteceram ontem (11), hoje (12) e no sábado (14), sempre às 21h30
.

Registrado como Patrimônio Imaterial da Bahia desde 2012, a partir de pesquisas e proposta do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), o Bembé do Mercado também contará com apresentações de manifestações culturais diárias, no Largo do Mercado, das 19h às 21h. Na sexta (13), às 21h30, shows com grupos de samba de roda são atração.


No último dia do evento, domingo (15), às 9h, o povo de santo sairá do Largo do Mercado em direção à praia de Itapema, também em Santo Amaro, para fazer a entrega do presente à Iemanjá (balaio com agrados para a orixá, como flores e perfumes, dentre outros artigos). No retorno, por volta das 14h, a programação será encerrada com um almoço, no mesmo largo.


O babalorixá Pai Pote, do terreiro Ilê Axé Oju Onirê, autor do pedido de registro do Bembé, feito ao IPAC, diz animado que a festa está crescendo cada vez mais, apesar da conjuntura política do país. “A luta do Bembé é grande. Pra gente é muito importante esta luta do povo negro”. 

Ele, que também é presidente da comissão gestora e da Associação Beneficente Bembé do Mercado, criada este ano, assinala a importância de mais inclusão de projetos culturais para o município de Santo Amaro.”Devemos valorizar nossa cultura.”



Serão homenageados na festa Silvonilton Encarnação da Mata, pai de santo do Ile Axé Oxumaré (Vasco da Gama), a ebomi Nice da Casa Branca (terreiro de Santo Amaro) e a reconhecida cidadã santamarense Olívia Santana. Pai Pote também informou que está confirmada a participação do grupo afro Muzenza e o Samba de Nicinha Raízes de Santo Amaro no Bembé deste ano.


São parceiros da festa a Associação Beneficente Ilé Axé Oju Oniré, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Santo Amaro, a Fundação Cultural Palmares e o Ministério da Cultura.


3 comentários:

  1. Olha só voces por favor vam se preocupar con a segurança do povo os asaltos correndo souto otrafico tomando conta da cidade o policamento insuficiente e as vezes omisso aqwi no alto do paraiso nao vem policia e otrafico qwe manda no sesi fican traficantes embaixo das arvores traficando todos os dias

    ResponderExcluir
  2. Assim como a Bahia é terra mãe do Brasil, diz o nosso poeta que SANTO AMARO DA PURIFICAÇÃO, a terra que pariu a Bahia.

    ResponderExcluir
  3. Apoio: PALMARES, P. M. SANTO AMARO, MINISTÉRIO DA CULTURA BRASIL, faltou o GOVERNO DO ESTADO?

    ResponderExcluir

Os comentários postados pelos leitores são de responsabilidade dos respectivos comentaristas e não correspondem, à opinião dos autores do Santo Amaro Notícias.

Todos os comentários são moderados e nos reservamos o direito de excluir mensagens consideradas inadequadas ou que possuam conteúdo ofensivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...