11 de maio de 2016

Cachoeira sedia oficina de fotografia sobre patrimônio cultural

Cachoeira sedia oficina de fotografia sobre patrimônio cultural
Ação integrante da programação da Jornada Patrimonial da Secretaria de Cultura do Estado (Secult), iniciada na terça-feira (10), começa nesta quarta (11), no município de Cachoeira, no Recôncavo, a oficina de fotografia ‘Patrimônio em Foco’. Evento acontece, às 14h, no auditório da Universidade Federal do Recôncavo (Ufrb), e prossegue com visita dirigida a edificações e monumentos de importância arquitetônico-histórica existentes na cidade.


A atividade é promovida por meio da Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (Sudecult) e do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac) e dela participam agentes culturais de 27 territórios de identidade da Bahia. 


“Vamos tirar dúvidas, discutir sobre técnicas e praticar fotos com máquinas semiprofissionais e até com celular”, explica o fotógrafo-instrutor, Lázaro Menezes, integrante da coordenação de Educação Patrimonial, que reúne mais de 150 mil fotos impressas e digitais. Segundo ele, o curso será dinâmico e participativo.

Ele informa ainda que serão utilizados equipamentos que qualquer pessoa possa ter acesso, destacando os usos diversos do registro fotográfico, “desde a imagem de uma denúncia até um levantamento da arquitetura e centros urbanos”. A Jornada Patrimonial tem cursos, oficinas, palestras, exibição de vídeos, saraus, visitas guiadas à irmandade da Boa Morte e à Fundação Hansen, terminando com o lançamento nacional do vídeo ‘Terreiros de Candomblé de Cachoeira e São Félix’ na sexta (13).

“Em parceria com a Sudecult, investimos nesse evento na qualificação dos representantes territoriais para que sejam multiplicadores da política pública de proteção aos bens culturais baianos (materiais e imateriais) da Secult”, ressalta o diretor-geral do Ipac, João Carlos de Oliveira. Os representantes territoriais da Sudecult/Secult cobrem 27 territórios de identidade. Essa divisão gestora foi adotada pelo governo federal no início dos anos 2000 e, a partir de 2007, passou a ser utilizada também na Bahia.


Estratégia

Os territórios são demarcados por critérios ambientais, econômicos e culturais, entre outros, além de observar grupos sociais, identidade, coesão social e cultural. O superintendente da Sudecult, Sandro Magalhães, destaca a importância estratégica do evento para o desenvolvimento e estímulo à articulação contínua entre representantes, sociedade civil organizada, poderes públicos municipal, estadual e federal.

A ideia do instrutor Lázaro Menezes é provocar a criatividade e despertar a sensibilidade dos participantes para busca da identidade com os patrimônios culturais. Mais informações sobre a Jornada Patrimonial e a oficina fotográfica na Dipat/Ipac podem ser obtidas pelo telefone (71) 3117-7498, email dipat.ipac@ipac.ba.gov.br ou site do Ipac




Fonte: Ascom/ Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac)

2 comentários:

  1. Santo Amaro notícias vcs tem que melhorar isso. Teve um acidente com quatro morte nem colocaram nada na matéria tem que ser todas as notícias quem envolve a cidade Santo Amaro

    ResponderExcluir
  2. Parabenizo esse atento leitor pois o site é muito atrasado só colocá notícias que eles querem o fato acontece tem que virá notícia "e notícia atualizada"

    ResponderExcluir

Os comentários postados pelos leitores são de responsabilidade dos respectivos comentaristas e não correspondem, à opinião dos autores do Santo Amaro Notícias.

Todos os comentários são moderados e nos reservamos o direito de excluir mensagens consideradas inadequadas ou que possuam conteúdo ofensivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...