29 de julho de 2016

A prefeitura de Santo Amaro esclarece a população, em nota, situação da Santa Casa de Oliveira


Cumprindo o dever de informar à comunidade e em atendimento às normas estabelecidas pela Lei 12.527 (Lei da Transparência), a SECRETARIA DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE SANTO AMARO, em relação à crise vivenciada pela SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DO DISTRITO DE OLIVEIRA DOS CAMPINHOS esclarece:




1 – A Secretaria Municipal de Saúde apresentou proposta da formação de um Grupo Técnico de Trabalho, com a participação de técnicos da própria Secretaria e representantes da Santa Casa da Misericórdia e da comunidade, para em conjunto estabelecer conversações com a Secretaria de Saúde do Estado (SESAB), no sentido de encontrar uma solução que garanta a continuidade dos serviços prestados pelo hospital. A proposta foi aceita e as conversações com a SESAB já estão em andamento.

2 – A contração global dos serviços do referido hospital foi firmado entre a Santa Casa e a SESAB. Portanto, mesmo com a municipalização dos serviços de saúde, o vínculo principal da instituição é com a SESAB e não com o Município.
3– Ao contratar os serviços, a Secretaria de Saúde do Estado estabeleceu como teto para pagamento dos serviços prestados pela citada Santa Casa o valor de R$ 244.488,48, sendo que o valor total reservado para todo o município pelo SUS é de R$ 406.55,96/mês. Ou seja: sozinho, o hospital possui um teto mais de 60% superior ao total dos recursos disponibilizado para o conjunto da rede municipal, o que demonstra a incapacidade do município em assumir a totalidade da remuneração estabelecida para essa específica unidade de saúde.
4 - Em fevereiro de 2016, a Secretaria Municipal de Saúde propôs a compra de serviços de urgência e internação, não obtendo resposta da diretoria do hospital. Em abril de 2016 o contrato com a Secretaria de Saúde do Estado – SESAB expirou, resultando no destrato com a instituição e, consequentemente, a suspensão dos serviços pelo SUS.
5 – A proposta apresentada em fevereiro demonstra que a Administração Municipal esteve sempre em busca de uma solução que resguardasse os interesses da população santoamarense.
6 – No último domingo (24/07/16), em reunião com a comunidade de Oliveira dos Campinhos, a Secretária Isabela Bezerra reiterou o convite à direção do hospital para que, em conjunto, fosse definida uma solução efetiva e possível para a questão, quando foi acertado a formação do Grupo Técnico de Trabalho e o encaminhamento da proposta conjunta à SESAB.
7 – É importante registrar que a Secretaria de Saúde do Município, assim como todas as instâncias da Prefeitura de Santo Amaro estão empenhados em encontrar uma solução que garanta a manutenção das atividades da Santa Casa de Oliveira dos Campinhos, reconhecendo a sua importância para a assistência à população santoamarense.
SECRETARIA DE SAÚDE DO MUNICÍPIO
SANTO AMARO.
Janara Rodrigues

Prefeitura Municipal de Santo Amaro - Bahia
Assessoria de Comunicação - Jornalista DRT/ DF 9697
Contato - (75) 3241- 8458/ 3241- 4970
Site: www.santoamaro.ba.gov.br

2 comentários:

  1. Leia o TROMBONE, edição atual, só tem VERDADES, NUA E CRUA

    ResponderExcluir
  2. Em 2014,foi repassado pelo Governo Federal ao município de Santo Amaro um montante de R$7.533.932,19. Esse é o valor referente ao fundomunicipal de saúde. Isso em 2014... O que fizeram com esse dinheiro? Agora vem a prefeitura com essa gestão fraudulenta falar o que quer.

    ResponderExcluir

Os comentários postados pelos leitores são de responsabilidade dos respectivos comentaristas e não correspondem, à opinião dos autores do Santo Amaro Notícias.

Todos os comentários são moderados e nos reservamos o direito de excluir mensagens consideradas inadequadas ou que possuam conteúdo ofensivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...