22 de julho de 2016

Abandonada pela prefeitura, Santa Casa de Oliveira dos Campinhos pode fechar


Em entrevista ao Bocão News, nesta sexta-feira (22/07/16), o presidente das Santas Casas da Bahia, Maurício Dias, chama atenção para a grave crise que a Santa Casa de Misericórdia de Oliveira dos Campinhos, no distrito de Santo Amaro, atravessa e pode anunciar o encerramento de suas atividades no próximo dia 30 de julho.
De acordo com o presidente, a situação é muito grave. Há defasagem da tabela de repasses do Sistema Único de Saúde (SUS), perseguição do gestor municipal, resistência para renovação de contrato, e dívidas no valor de R$ 1 milhão.


“Oficialmente, já estaríamos fechados desde maio deste ano. Funcionários e médicos em confiança ao nosso trabalho é que se mantiveram até esse mês. 

Tentamos impedir que isso [fechamento da unidade] aconteça, mas até agora não houve nenhuma nova ação da Secretaria de Saúde do Estado [Sesab] para firmar um contrato”, diz.

Ele também explica que não há chance de acordo com a prefeitura de Santo Amaro, gerida por Ricardo Machado (PT). “Com a prefeitura não há condições de diálogo. 

Se o estado não mantiver o contrato, nós de fato não vamos continuar funcionando sem expectativa de receita. A Sesab alega que não tem a quem se reportar na cidade, porque o vice-prefeito está preso, e o prefeito está fugindo”, lamenta.

Segundo Dias, a Santa Casa de Oliveira dos Campinhos recebia repasse mensal do estado, mas a situação mudou quando a prefeitura assumiu a gestão. “Em janeiro, o prefeito brigou para assumir o comando mesmo sabendo que dos R$ 720 mil, destinados para um conjunto de prestadores do SUS, reduziria para R$ 350 mil. Ele [prefeito] colocou dinheiro no Hospital Nossa Senhora da Natividade, que ele administra, e é do interesse dele”.

Enquanto isso, o hospital filantrópico segue com destino incerto. “Não temos como pagar médicos. Como pagar ninguém. Estamos com a morte já anunciada para o fim do mês”, lamenta.

Com o fechamento, mensalmente mais de 2 mil pessoas, de cerca de 20 municípios, a partir de 1º de agosto, correm o risco de não serem mais atendidas pela unidade hospitalar.

Fonte: Bocão News

4 comentários:

  1. pacheco e demais só voces vão responder chama para um acordo delação premiada para merhorar suas situações.

    ResponderExcluir
  2. Prefeitura ter solicitado do Estado o CUS Comando Único da Saúde, com a finalidade de ter gerência sobre as verbas do SUS.

    ResponderExcluir
  3. Lamentável, minha querida e adorável Santo Amaro, comendo o PÃO DA AMARGURA, aguenta firme, já está quase no final.

    ResponderExcluir
  4. 1 - Maternidade de Santo Amaro, 2 - Hospital Otávio Pedreira, 3 - Corsa, 4 - Laboratório Oswaldo Cruz, 5 - Santa Casa de Misericórdia, 6 - Posto Régis Pacheco, fechadas ou substituídas, onde está o PROGRESSO?

    ResponderExcluir

Os comentários postados pelos leitores são de responsabilidade dos respectivos comentaristas e não correspondem, à opinião dos autores do Santo Amaro Notícias.

Todos os comentários são moderados e nos reservamos o direito de excluir mensagens consideradas inadequadas ou que possuam conteúdo ofensivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...