15 de julho de 2016

Operação “Adsumus” aponta prejuízos de R$ 20 milhões aos cofres de Santo Amaro


O vice-prefeito de Santo Amaro, Leonardo Pacheco, o secretário de Obras do município, Luís Eduardo Pacheco, o funcionário da pasta, Diego Sales, e os empresários Roberto Santana e Paulo Vasconcelos foram presos na manhã do ontem, 14, durante a “Operação Adsumus”,(saiba mais) deflagrada pelo Ministério Público estadual nos municípios de Santo Amaro, Lauro de Freitas, Camaçari e Salvador.

Também foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão, sendo apreendidos documentos e aparelhos eletrônicos, como telefones celulares e computadores.



Eles estão sendo acusados por crimes de fraude em licitações, peculato, lavagem de dinheiro e associação criminosa na montagem e execução de um esquema fraudulento que teria causado um prejuízo de aproximadamente R$ 20 milhões para os cofres públicos municipais. 

A fraude consistia no favorecimento de um grupo específico de empresas para a compra de materiais e locação de máquinas, a serem utilizadas na realização de obras prorrogadas indefinidamente sem justificativas plausíveis.






Os resultados da operação foram apresentados à imprensa nesta tarde pelos promotores de Justiça Luciano Taques Guignone, coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco); João Paulo Schoucair e Aroldo Pereira, da comarca de Santo Amaro, e pelo diretor do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), delegado Jorge Figueiredo. 

Segundo os promotores, as investigações apontam, inicialmente, para a existência de quatro empresas pertencentes a um mesmo grupo, que, com aval e a cumplicidade dos agentes públicos, participavam de processos licitatórios de obras públicas com resultados predefinidos em benefício deles.

A operação identificou 20 contratos, firmados entre 2011 e 2015, que se referem desde reformas de escolas à construção de creches. Foi constatado um total de 18 obras inacabadas, cujos valores contratados estavam incompatíveis com o estágio e a dimensão do empreendimento. 

A investigação teve início em Santo Amaro a partir de visitas in loco, previstas pelo programa “Saúde + Educação – Transformando o Novo Milênio”, realizadas nas unidades de ensino pelos promotores de Justiça João Paulo Schoucair e Aroldo Pereira. Eles informaram que se trata da primeira etapa da operação e as investigações continuam.

A “Adsumus” envolveu um total de 20 promotores de Justiça, 30 policiais, oito delegados, 42 investigadores e 15 viaturas. A operação foi articulada pelos promotores de Justiça da comarca de Santo Amaro, por membros do Gaeco, promotores de Justiça designados e por integrantes da Coordenadoria de Segurança Institucional e Inteligência (CSI). 

E contou com o apoio da Polícia Civil, por meio do Draco e do Centro de Operações Especiais (COE).

Fotos: Humberto Filho / Cecom-Imprensa


Cecom/MP - Telefones: (71) 3103-0446 / 0449 / 0448 / 0499 / 6502

10 comentários:

  1. Bandidos tem que ficar na cadeia,o povo de santo Amaro já sofre demais.

    ResponderExcluir
  2. Com tudo isso foi quem mais trabalhou na cidade só cego pra não enxergar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já ouviu falar em MANOEL MARQUES DA SILVA? Trabalhou muito, deixou a prefeitura com a cabeça erguida.

      Excluir
  3. Esse povo tá e cego tinha que ter era pena de morte

    ResponderExcluir
  4. Gente errada acha e muitas pessoas para apoiar.

    ResponderExcluir
  5. Tinha que ter passado erra no fantástico cader o dinheiro que tava aqui kkkkkk

    ResponderExcluir
  6. Sou azul e não abro mão

    ResponderExcluir
  7. Cadê a democracia ,vcs só colocam os comentários que é contra ,não sou defensora de ninguém ,se errou tem que pagar ,mais com investigação coerente .

    ResponderExcluir
  8. Tenho fé em Deus que tudo isso vai mudar no dia das eleições. Chega de tanto roubo tantos desvios de verbas. Tantos pucha saco. A casa caio. Não tem nada de oposição. A cobra morre e com seu próprio veneno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem não lembra desta letra e música: (Não vamos deixar, não vamos deixar, eles estão doido, doidinho pra mamar, mamaram tantos, a ponto de se engasgar). Eleição de 2008

      Excluir

Os comentários postados pelos leitores são de responsabilidade dos respectivos comentaristas e não correspondem, à opinião dos autores do Santo Amaro Notícias.

Todos os comentários são moderados e nos reservamos o direito de excluir mensagens consideradas inadequadas ou que possuam conteúdo ofensivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...