11 de fevereiro de 2017

Pescadores debatem com governo do estado ações de capacitação em Santo Amaro

Representantes de 56 colônias e associações de pescadores da Bahia estavam reunidos nos dias 9 e 10 de fevereiro (quinta e sexta-feira), em Santo Amaro da Purificação, para debater com o governo do estado as estratégias de capacitação que serão implementadas ao longo de 2017. As discussões acontecerão no Centro Vocacional Tecnológico do Pescado, mantido pela Bahia Pesca (empresa vinculada à Secretaria de Agricultura - Seagri) no município.
Presidente da Câmara e defensor da política pública para pesca, o Vereador Nelson de Acupe, Chico Porto e o Ex-Presidente da Câmara Luciano Caldas.
“Estamos realizando este seminário de mobilização para que o governo do estado ouça dos pescadores quais são os seus processos produtivos e para que, juntos, possamos definir as melhores formas de capacitar estes profissionais para que atinjam mais rapidamente seus objetivos”, explica o presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira Júnior. “Por meio dos cursos que serão realizados aqui, e com o financiamento do programa Bahia Produtiva, que destinará R$ 20 milhões à pesca e à aquicultura na Bahia, os cerca de seis mil pescadores beneficiados terão suas rendas aumentadas, maior qualidade de vida e independência profissional”, afirma Dernival Jr.

Mesa diretora a Secretaria do Trabalho e Esporte do Estado, Olivia Santana, representante do meu partido PC do B
O Seminário visa definir o tema dos cursos teóricos e práticos que serão oferecidos pela Bahia Pesca ao longo do ano. Além dos representantes da Bahia Pesca, também participam do encontro com os pescadores representantes do Ministério da Ciência e Tecnologia, da Secretaria do Desenvolvimento Rural (SDR) e da Secretaria da Educação.
Bahia Produtiva
O projeto Bahia Produtiva, criado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional – CAR/SDR e pela Bahia Pesca, tem por objetivo a dinamização da cadeia produtiva da aquicultura e pesca no estado. Por meio de um edital, o governo do estado financiará, com R$ 20 milhões, os processos produtivos de 56 entidades, contemplando investimentos de apoio à produção, ao beneficiamento e a comercialização do pescado, observando os princípios da sustentabilidade econômica, social e ambiental, melhor manejo de recursos naturais como o cumprimento do defeso e conservação dos cursos d’água e a recuperação ambiental.

Um comentário:

  1. Esperamos que isso aconteça mesmo,no acupe quem tem olho é rei .

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão moderados e nos reservamos o direito de excluir mensagens consideradas caluniosas, defamadoras, Inadequadas ou que possuam conteúdo ofensivo.

Os comentários postados são de inteira responsabilidade dos respectivos comentaristas e não correspondem, à opinião dos autores do Santo Amaro Notícias.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...