6 de novembro de 2017

Mendoza e Edigar Junio decidem e Bahia bate a Ponte Preta em casa


O Bahia vai conseguindo, de vez, se distanciar da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Neste domingo, jogando na Arena Fonte Nova, em Salvador, a equipe tricolor até teve certas dificuldades, mas conseguiu bater a Ponte Preta por 2 a 0, em partida válida pela 32ª rodada.

Stiven Mendoza, que ainda pertence ao Corinthians, foi mais uma vez decisivo com a camisa do Bahia e marcou o primeiro gol do confronto. Aos 26 minutos do primeiro tempo, Allione fez bela jogada pelo meio e deixou o colombiano livre de marcação para bater na saída de Aranha.


Este foi o sétimo gol do atacante no Campeonato Brasileiro. E ele só não é o artilheiro do clube no torneio nacional por conta de Edigar Junio.

Foi do centroavante o gol de definição do placar, já nos acréscimos do segundo tempo, aos 49. Zé Rafael deu belo lançamento para Mendoza que, de peito, deixou Junio cara a cara com o gol.

Com a vitória, o Bahia agora chega à décima colocação do Campeonato Brasileiro, com 42 pontos, a sete da própria Ponte, que abre a zona de rebaixamento, com 35.

Na próxima rodada, o "Tricolor de Aço" enfrenta o Avaí, quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), na Ressacada. Já os campineiros, no mesmo dia e horário, recebem o Grêmio, no Moisés Lucarelli.

O jogo

O início de partida não foi dos mais empolgantes em Salvador. Enfrentando dificuldades para criar chances ofensivas, ambas equipes concentravam a disputa entre as intermediárias. Aos 21 minutos, no entanto, o Bahia quase abriu o placar com Mendoza, que colocou a bola na área em cobrança de falta e, após a bola passar por todos, a viu sair pela linha de fundo, assustando o goleiro Aranha.

Já aos 26 minutos, o atacante colombiano contou com um pouco mais de sorte e desta vez pôde colocar o Bahia à frente no marcador. Aproveitando boa enfiada de Allione, Mendoza invadiu a área e tocou na saída do goleiro para abrir o placar em Salvador. No minuto seguinte. o Bahia quase ampliou com Edigar Junio, que após bom passe de Zé Rafael bateu de bico, mandando a bola para fora.

A partida só voltou a ficar emocionante na reta final do primeiro tempo. Aos 44 minutos, a Ponte Preta esteve muito próxima de empatar o jogo após cobrança de escanteio de Maranhão. Tentando afastar o perigo, Jean saiu do gol e socou a bola, que foi em direção de Yago. 

O zagueiro, por sua vez, tentou emendar um voleio, mas mandou para fora. No minuto seguinte o time comandado pelo técnico Eduardo Baptista ainda teve outra oportunidade para igualar a partida, mas Claudinho isolou a bola após receber, livre, cruzamento de Nino Paraíba no segundo pau.

Já no segundo tempo, o Bahia voltou a campo com o mesmo ímpeto do etapa inicial. Tentando ampliar o placar logo no início, o time comandado por Paulo César Carpegiani até criou algumas oportunidades de gol, mas viu Aranha fazer boas defesas, quando o próprio ataque não resolvia cometer equívocos ao concluir as jogadas.

Diante da necessidade da Ponte Preta de buscar o empate, o Bahia recuou um pouco mais na segunda metade da etapa complementar e apostou no contra-ataque para matar o jogo. Aos 33 minutos, Edigar Junio arrancou pela direita e tocou para trás, onde Zé Rafael se colocava em boa posição para finalizar. O meia que está na mira do Corinthians, no entanto, viu seu arremate promissor desviar na zaga rival e a bola morrer nas mãos do goleiro Aranha.

Antes do apito final o Bahia ainda fez o 2 a 0 com Edigar Junio, que recebeu passe açucarado de Régis dentro da área e bateu firme, sem chances para o goleiro Aranha, assegurando os três pontos e deixando o Bahia cada vez mais próximo de permanecer na Série A.

FICHA TÉCNICA:
BAHIA 2 X 0 PONTE PRETA

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 5 de novembro de 2017, domingo
Horário: 18h (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (FIFA) (RJ)
Assistentes: Rodrigo F Henrique Correa (FIFA) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (ambos RJ)
Público: 20.539 pagantes
Renda: R$ 492.033,50
Gols: Mendoza, aos 26 minutos do 1ºT, e Edigar Junio, aos 49 minutos do 2ºT (Bahia)
Cartões amarelos: Yago (Ponte Preta)

BAHIA: Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca (Thiago Martins) e Juninho Capixaba; Renê Júnior; Zé Rafael, Vinícius (Juninho) e Allione (Régis); Edigar Junior e Mendoza. Técnico: Paulo Cézar Carpegiani

PONTE PRETA: Aranha, Nino Paraíba, Yago, Rodrigo e Jeferson; Fernando Bob, Elton, Jadson (Léo Artur) e Claudinho; Lucca e Maranhão (John Kleber) (Emerson). Técnico: Eduardo Baptista

2 comentários:

  1. Compre o terno para posse Justino06/11/2017 16:27

    O que interessa : #cadeoprefeitodesantoamaro?

    ResponderExcluir
  2. Bola pra frente MARO MARO, runo ao hexa.

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão moderados e nos reservamos o direito de excluir mensagens consideradas caluniosas, defamadoras, Inadequadas ou que possuam conteúdo ofensivo.

Os comentários postados são de inteira responsabilidade dos respectivos comentaristas e não correspondem, à opinião dos autores do Santo Amaro Notícias.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...