8 de agosto de 2018

PF prende empresário do ramo de festas e juiz decreta bloqueio de R$ 11,8 mil


Jonas Lopes promovia festas na cidade | Foto: Reprodução / Instagram


A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira (9) empresário Jonas Lopes, a partir de uma ordem do juiz Gustavo Teles Veras Nunes, de Santo Amaro. O empresário foi denunciado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) por envolvimento em um esquema de “corrupção sistémica” investigado na Operação Adsumus. 

Na mesma ordem, o juiz decretou novas prisões preventivas ao ex-prefeito de Santo Amaro, Ricardo Machado e do empresário Manoel de Andrade (veja aqui).


Jonas Lopes é investigado em um novo eixo da operação: Eixo Festas. A operação, até então, estava dividida em cinco eixos: Eixo Aluguel de Veículos e Máquinas; Eixo Material de Construção; Eixo Combustível; Eixo Limpeza Pública; Eixo Obras. 

O juiz na mesma decisão, proferida na terça-feira (7), determinou o bloqueio de bens no valor de R$ 11,8 milhões dos três e do ex-secretário de Administração e Finanças Luís Eduardo Pacheco . A decisão também determinou o confisco de todos os animais de propriedade dos quatro envolvidos. 


Segundo a acusação do Ministério Público do Estado, os acusados buscavam dissimular a origem dos ganhos indevidos através de expedientes, como a compra de fazendas e de animais de raça. Conforme o MP-BA, em um mandado de busca e apreensão foi constatado que o empresário Manoel de Andrade tinha um plantel de 90 equinos estimados em R$ 9,8 milhões que seriam incompatíveis com os rendimentos dele. 

No final de 2014, acrescenta a acusação, Ricardo Machado e Manoel de Andrade teriam realizado transações com animais que totalizaram R$ 105 mil, “sempre com a finalidade de ‘lavagem de dinheiro’”.


A decisão tomou como base a delação premiada do ex-vice prefeito de Santo Amaro Leonardo Araújo Pacheco Pereira. Por meio de contratações sem licitação, as empresas Jonas Lopes ME, Rde Axezeiro /Central de Bandas, dos empresários Jonas Lopes e Manoel de Andrade, respectivamente, foram beneficiadas pelo grupo liderado por Ricardo Machado através de contratações sem licitação entre 2010 e 2016.



Informações e foto: Bahia Noticias
por Cláudia Cardozo / Francis Juliano

15 comentários:

  1. porra parceiro a casa caiu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Efeito dominó em Santo Amaro... Os próximos capítulos virão kk Muita gente vai cair ainda !!

      Excluir
  2. quero ve como vai ficar a posuda aqui do bomfin

    ResponderExcluir
  3. Beneficiadas pelo grupo liderado por Ricardo Calmo Machado através de contratações sem licitação entre 2010 e 2016, um mega miserê.

    ResponderExcluir
  4. Injustiça o moço é direito... Era office boy virou empresário agora presidiário...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkk. Fazendo carreira sem fazer a lição na escola.

      Excluir
    2. Uma salva de palmas, para os incultos rebeldes e os promotores dos absurdos.

      Excluir
  5. vamos ver o quer vai da ate agora nenhum dos envolvido no escalo da lava jato ta pobre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como será difícil para os que têm dinheiro entrar no Reino de Deus! Lucas 18:24

      Excluir
  6. Olho grande e dinheiro fácil dá nisso, não tinha precisao nenhuma de meter a mão no dinheiro público.

    ResponderExcluir
  7. Porque é mais fácil entrar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus.

    Lucas 18:25

    ResponderExcluir
  8. Concordo plenamente com todos, Minha opinião teria que fazer o bloqueio do dinheiro adquirido ilicitamente e direcionar pra saúde e educação do povo Santo-Amarense !

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão moderados e nos reservamos o direito de excluir mensagens consideradas caluniosas, defamadoras, Inadequadas ou que possuam conteúdo ofensivo.

Os comentários postados são de inteira responsabilidade dos respectivos comentaristas e não correspondem, à opinião dos autores do Santo Amaro Notícias.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...